Regulamento Campeonato

Federação que representa a modalidade de Va'a no estado de São Paulo

REGULAMENTO CAMPEONATO PAULISTA V1/V1R/V2R/OC6

 

 

 

ÍNDICE

 

 

1.    OBJETIVO 4
2.    NORMAS DE CONDUTA 4
3.    CAMPEONATO PAULISTA DE VA’A 2018

3.1  EXIGÊNCIAS BÁSICAS TÉCNICAS E DE MÍDIA

3.2  COMITÊ DE PROVA

4.    INSCRIÇÕES

5

5

6

7

5.    CATEGORIAS

6.    DISTÂNCIAS E PERCURSOS

7.    CRONOGRAMA

8.    SISTEMA DE PONTUAÇÃO

9.    SEGURANÇA DOS ATLETAS

10.  RESGATE

11.  DESCLACIFICAÇÃO

12.  REGRAS DE LARGADA, CHEGADA, BÓIAS E ULTRAPASSAGENS

13.  ABALROAMENTO OU DANO

14.  RECURSOS

15. EQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS

16.  CONSIDERAÇÕES FINAIS

8

10

12

13

14

14

15

16

17

17

17

18

 

  1. OBJETIVO

 

O presente documento tem por objetivo apresentar os regulamentos e definir diretrizes para os competidores e organizadores com relação as Etapas do Campeonato Paulista de V1/V1R/V2R/OC6 de 2018.

 

  1. NORMAS DE CONDUTA

 

As normas de conduta e valores aqui apresentadas pela Federação Paulista de Va’a (FPVAA) são consideradas necessárias para o desenvolvimento do esporte no estado de São Paulo e no Brasil.

 

Esse capítulo foi desenvolvido para assegurar o bem-estar, saúde e segurança para todos os remadores e outros envolvidos no esporte, seguindo os próprios valores de nossa Instituição conforme definido em nossa Constituição.

 

Este documento deverá ser considerado relevante por todos os remadores e aplicado em nossa comunidade da Va’a. Aplicação:

 

  • Membros de Clubes e Associações de Va’a;
  • Remadores participantes de Va’a;
  • Treinadores;
  • Membros da FPVAA;
  • Qualquer pessoa envolvida em eventos de Va’a, seja ela espectadora, parentes, amigos etc;
  • Organizadores e Juízes de Provas;
  • Qualquer outra pessoa que se enquadre a este documento.

 

Qualquer quebra das normas pode resultar em procedimento disciplinar. Este procedimento disciplinar pode ser aplicado para remadores individuais até Clubes.

 

  1. Respeitar os direitos e dignidade;
  2. Seja justo, considere e seja honesto nas relações com outros;
  3. Aceite a responsabilidade pelos seus atos;
  4. Respeite as regras das provas;
  5. Respeite as regras marítimas;
  6. Esteja conforme com todas as Leis aplicáveis (em todos os níveis do poder);
  7. Respeite todos os remadores, técnicos, administradores, organizadores, juízes e espectadores da mesma forma que respeitaria sua família e amigos;
  8. Sempre atue no sentido de promover a energia positiva do Va’a;
  9. Competir com determinação, acatando esportivamente as resoluções dos árbitros e dirigentes e tratando os concorrentes e colegas com respeito e consideração, além de não praticar atos preconceituosos e comportamentos desrespeitosos;
  10. Rejeitar o uso de substancias ilícitas e estimulantes químicos desautorizados que afetem desempenho do atleta e ter conhecimento das normas antidopagem da canoagem;
  11. Manifestar opiniões de modo responsável, equilibrado e coerente com os princípios e interesse da equipe que representa e das entidades esportivas a quais se vincula;
  12. Procurar não fazer critica públicas e comentários inapropriados sobre incidentes relacionados às competições, afim de não prejudicar a imagem de qualquer atleta, competidor, árbitro, dirigente e patrocinador;
  13. Compreender as possíveis consequências pela conduta contrária as aqui descritas, que vai desde a suspensão até o afastamento de todos os eventos organizados ou chancelados por essa organização.

 

  1. CAMPEONATO PAULISTA DE VA’A 2018

 

O Campeonato Paulista de Va’a 2018 ficará sob responsabilidade da organização de cada etapa, supervisionado pela FPVAA, com a devida participação de organizadores, promotores e/ou empresas, clubes/associações, legalmente constituídas e filiadas.

 

  • EXIGÊNCIAS BÁSICAS TÉCNICAS E DE MÍDIA
  1. Equipe técnica capacitada em realizar um evento de nível estadual;
  2. Segurança, salvamento terrestre e aquáticos compatível com as normas exigidas pela Secretaria de Segurança Pública e Capitania dos Portos do estado;

b.1) Mínimo de três embarcações com pilotos habilitados, com capacitação para atuar em segurança e resgate de atletas, munidos de materiais de resgate compatíveis, com o serviço e equipamentos de comunicação para contato direto com a organização em terra e com os órgãos de segurança pública;

b.2) As três embarcações básicas ao evento são: Barco Madrinha (conduz as primeiras canoas), Barco de Apoio (dá suporte de meio de percurso) e o Barco Esteira (faz fechamento do percurso);

  1. Uso de sistema de cronometragem com backup de resultados e com baixa margem de erros;
  2. Estrutura compatível para realização de um evento estadual: energia, som, tendas, bóias, bandeiras de largada, fiscais de boia, cronometragem, rádios de comunicação, etc;
  3. Água e frutas disponíveis para todos os atletas durante os dias de competições;
  4. Obrigatoriedade do logotipo da FPVAA no pôster do evento;
  5. Obrigatoriedade do logotipo da FPVAA na camisa de competição e/ou do evento;
  6. Obrigatoriedade do logotipo da FPVAA no palanque e pódio do evento;
  7. Documentar fotograficamente o evento e disponibilizar à FPVAA ou disponibilizar o link para divulgação;
  8. Promover o evento – pré-evento e pós-evento nas mídias impressas, digital e televisivas em consonância com direcionamento da FPVAA.

 

  • COMITÊ DE PROVA
  1. Supervisionar os preparativos da competição;
  2. Em caso de circunstâncias adversas que tornem impossível a realização da competição, o Comitê poderá, junto da Organização da prova, adiar a mesma; e/ou decidirá sobre a realização em percurso alternativo, já previamente publicado com os documentos da competição;
  3. Acatar por escrito os protestos encaminhados pelos Chefes de Equipe, e julgá-los sob qualquer demanda que possa surgir;
  4. Decidir sobre assuntos relativos à classificação em casos onde este Regulamento não atende;
  5. Se um competidor se ferir durante uma prova, o Comitê poderá ou não permitir que o mesmo continue na prova. Caso o próprio competidor solicite isso;
  6. Todas as decisões devem ser baseadas neste Regulamento e no Estatuto da FPVAA.

Antes de qualquer decisão a respeito de uma infração do Regulamento por parte de um competidor, o Comitê deverá ouvir a opinião de quaisquer membros que oficialmente trabalhem na organização da competição, e qual o seu posicionamento ou relato referente a infração cometida.

 

Comitê de Prova, que deverá ser composto pelos seguintes membros:

  • Diretor da prova (indicado pela organização e aprovado pela FPVAA);
  • Diretor Técnico é o árbitro oficial da FPVAA ou membro do Comitê de FPVAA;
  • Diretor de Segurança (membro que será responsável pelo cumprimento de elaboração de todos os procedimentos de segurança);

 

  1. INSCRIÇÕES

 

A FPVAA estipulará os respectivos tetos de valores e essas diretrizes deverão ser seguidas por todos os organizadores de provas. Esses valores só poderão ser modificados frente justificativa do organizador e aprovação pela FPVAA. Os referidos valores são descritos abaixo:

Inscrições Etapas V1, V1R, V2R e OC6 Valor Máximo de R$ 120,00 por remador

 

  1. As ferramentas e canais a serem utilizadas, assim como a divulgação e organização das inscrições para as etapas do Campeonato Paulista serão de responsabilidade de cada organizador. Nas inscrições devem constar todos os dados cadastrais do atleta, bem como categoria(s) que irá competir, podendo ser alterado até a data limite das inscrições;
  2. A assinatura do Termo de Responsabilidade pelo atleta é obrigatória. Para menores de 18 anos, é obrigatório a assinatura no Termo de Responsabilidade, também do responsável. Será considerado desclassificado o atleta que não entregar o referido Termo;
  3. Só poderão competir atletas filiados à FPVAA e previamente regulares às anuidades do ano vigente, antes de cada etapa. A FPVAA dará suporte ao controle junto aos Organizadores, e à divulgação do evento em seu site oficial www.fpvaa.com.br. Todo atleta deve estar de posse do documento de identidade durante o evento, pois poderá ser solicitado;
  4. As taxas de inscrição não são reembolsáveis caso o atleta não compareça, nos demais casos, deverá seguir os critérios de devolução determinados pela Organização;
  5. Atletas da Parava’a e Junior são isentos da taxa inscrição, mas devem estar filiados e regulares no ano vigente junto à FPVAA;
  6. O atleta não poderá mudar de clube entre as etapas do Campeonato Paulista do mesmo ano. Em caso de mudança, por qualquer motivo, o mesmo será desclassificado;
  7. Uma equipe só poderá substituir até dois atletas entre etapas. Substituições acima de dois atletas, a equipe não pontuará;
  8. É obrigatório que a equipe esteja completa com seis atletas. Incompletas, não poderão participar;
  9. Em todas as etapas do Campeonato Paulista de Va’a, 10% do valor total das inscrições deverá ser repassado à FPVAA

 

  1. CATEGORIAS

 

As categorias para o Campeonato Paulista de Va’a são baseadas no regulamento da Federação Internacional de Va’a – FIV. As seguintes categorias são listadas a seguir:

 

V1 / V1R MASCULINO V1 / V1R FEMININO
PARAVA’A PARAVA’A
JUNIOR 16 JUNIOR 16
JUNIOR 19 JUNIOR 19
OPEN OPEN
MASTER 40+ MASTER 40+
MASTER 50+ MASTER 50+
MASTER 60+ MASTER 60+
MASTER 70+ MASTER 70+

 

V2R MASCULINO V2R FEMININO
OPEN OPEN
MASTER MASTER
MISTA
MISTA MASTER

 

 

OC6 MASCULINO OC6 FEMININO
PARAVA’A PARAVA’A
JUNIOR 16 JUNIOR 16
JUNIOR 19 JUNIOR 19
OPEN OPEN
MASTER 40+ MASTER 40+
MASTER 50+ MASTER 50+
MASTER 60+ MASTER 60+
MASTER 70+ MASTER 70+
MISTA
MISTA MASTER

 

 

  • Parava’a – Ainda não terá diferenciação entre VL1, VL2 e VL3 nas etapas 2018. Categoria aberta para Paratletas, maiores de 18 anos;
  • Junior 16 – Com idade igual ou inferior a 16 anos (completados no ano da competição) – Idade mínima de 12 anos para estar elegível a inscrição;
  • Junior 19 – Com idade igual ou inferior a 19 anos (completados no ano da competição) – Idade mínima de 17 anos para estar elegível a inscrição;
  • Open – Aberta a remadores de qualquer idade;
  • Master 40+ – Aberta a remadores com idade igual ou superior a 40 anos (completados no ano da competição);
  • Master 50+ – Aberta a remadores com idade igual ou superior a 50 anos (completados no ano da competição);
  • Master 60+ – Aberta a remadores com idade igual ou superior a 60 anos (completados no ano da competição);
  • Master 70+ – Aberta a remadores com idade igual ou superior a 70 anos (completados no ano da competição);
  • Master (V2R) – Aberta a remadores com idade igual ou superior a 40 anos (completados no ano da competição). Mesmo critério será adotado para a categoria V2R Mista Master;
  • MistaOC6 aberta a equipes formadas por três atletas do sexo masculino e três atletas do sexo feminino, de qualquer idade; V2R aberta a duplas formadas por um atleta do sexo masculino e outra do sexo feminino, de qualquer idade;
  • Mista Master – Aberta a remadores com idade igual ou superior a 40 anos (completados no ano da competição). – OC6 aberta a equipes formadas por três atletas do sexo masculino e três atletas do sexo feminino. V2R aberta a duplas formadas por um atleta do sexo masculino e outra do sexo feminino.

 

Obs.: As equipes formadas por 6 remadores devem todos filiados ao mesmo clube. Caso contrário, a equipe pode disputar a etapa e não vai pontuar no campeonato.

 

  1. DISTÂNCIAS E PERCURSOS

 

As respectivas distâncias serão definidas pelos organizadores. A FPVAA apresenta abaixo intervalos de distâncias para auxiliar os organizadores. A distância escolhida deverá estar no intervalo apresentado abaixo. Qualquer escolha fora do intervalo deverá ser comunicado e aprovado pela FPVAA.

 

Categorias V1/V1R/V2R/OC6

Masculino / Feminino

 

Distância

 

Parava’a 6-8km
Junior 16 6-8km
Junior 19 6-8km
Open 8-12km
Mista 8-12km
Mista Master 8-12km
Master 40+ 8-12km
Master 50+ 8-12km
Master 60+ 6-8km
Master 70+ 6-8km

 

  1. A linha de largada e chegada deverão ser demarcadas com bóias. Pontos fixos (ex. ilhas) poderão ser usados para demarcação do trajeto. É de responsabilidade do organizador a aprovação dos trajetos na Capitania dos Portos e dos alvarás para o evento;
  2. Deverá ser publicado no site oficial da FPVAA, com uma antecedência mínima de 15 dias antes do início da competição, em formato digital;
  3. O percurso deverá ser completamente navegável. Entende-se por completamente navegável a rota por onde a canoa possa passar sem tocar seu fundo;
  4. Passagens perigosas serão identificadas na carta náutica e avisadas no briefing de prova;
  5. Fica a critério do competidor o trajeto que melhor lhe convier durante a competição, ficando obrigatório o contorno das bóias ou ilhas quando da sua existência e indicadas no percurso oficial;
  6. As condições climáticas no dia do evento poderão obrigar a organização a mudar percursos em distância, formato, trocar horários e dia de realização, quando entender que a segurança de todos poderá estar ameaçada. Em casos extremos, em que todos os planos e possibilidades ameacem a integridade física dos atletas, a competição poderá ser cancelada, valendo assim a pontuação da(s) outra(s) etapa(s) (quando aplicável).

 

  1. CRONOGRAMA

 

O cronograma de baterias apresentadas a seguir deverá ser aplicado para as próximas etapas do Campeonato Paulista de V1/V1R/V2R/OC6. As etapas serão realizadas em dois dias, sendo, V1, V1R, V2R no primeiro e OC6 no segundo:

 

1° dia

  • Briefing 1
  • Largada 1 – V1 e V1R todas as categorias (feminino) / V2R Open e Master (masculino)
  • Briefing 2
  • Largada 2 – V1 e V1R todas as categorias (masculino) / V2R Open e Master (feminino)
  • Briefing 3
  • Largada 3 – V2R Mista / Mista Master
  • Premiação V1, V1R V2R

2° dia

  • Briefing 4
  • Largada 4 – OC6 Parava’a / Junior 16 / Junior 19 / Master 60+ / Master 70+ (masculino e feminino)
  • Briefing 5
  • Largada 5 – OC6 Open / Master 40+ / Master 50+ (feminino)
  • Briefing 6
  • Largada 6 – OC6 Open / Master 40+ / Master 50+ (masculino)
  • Briefing 7
  • Largada 7 – OC6 Mista / Mista Master
  • Premiação OC6

 

A organização deverá prover premiação, no mínimo, para os três primeiros colocados em cada categoria. A categoria Open será premiada de acordo com a classificação geral, independente da categoria do atleta. A ordem das largadas deverá seguir o descrito acima. Horários, entregas de kits, horário limite de inscrições e premiações serão definidos pela organização.

 

O Briefing é obrigatório e deverá ser realizado em terra, apresentando regras gerais, punições aplicáveis além de:

  • Detalhes sobre o percurso e/ou percurso alternativo;
  • Condições meteorológicas do período;
  • Condições de maré ou corrente no momento da largada;
  • Hora da largada;
  • Linha de largada e chegada;

Obs.: Caso o atleta não participe do Briefing, o mesmo poderá sofrer penalidades, incluindo a desclassificação da bateria. O Leme ou o Capitão de cada equipe precisará estar presente no Briefing!

 

  1. SISTEMA DE PONTUAÇÃO

 

Os critérios de pontuação foram estipulados da seguinte forma:

Colocação 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 demais
Pontos 35 25 20 15 12 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1

 

  • A partir do 15º colocado todos receberão 1 (um) ponto cada, independente da colocação;
  • As equipes ou atletas que por qualquer motivo não participem de alguma das etapas não pontuarão nas mesmas.

 

Campeões Paulistas

Atletas: serão considerados Campeões de cada categoria os remadores/equipes que alcançarem o maior número de pontos quando somados todos os resultados, sem direito a descarte (pior resultado).

 

Clubes: será considerado o clube Campeão que alcançarem o maior número de pontos quando somados todos os resultados de suas equipes em todas as categorias.

 

Critérios de Desempate:

  1. Número de Vitórias;
  2. Número de segundos lugares;
  3. Número de terceiros lugares;
  4. Somatório de tempos (já que ambos atletas correram na mesma prova e no mesmo horário);
  5. Atleta que chegou na frente na última etapa (confronto direto).

 

A FPVAA divulgará o resultado oficial em até 30 dias após o evento ou antes da próxima etapa do Paulista.

 

  1. SEGURANÇA DOS ATLETAS

 

  1. Cada competidor deverá portar no corpo um colete salva-vidas em bom estado de conservação dentro da validade, e compatível com o peso do competidor, durante toda a prova. Não será aceito colete de cintura;
  2. Nas canoas OC6 é obrigatório remo reserva na canoa, pelo menos um balde e bailer na canoa, bujão (não será aceito silver tape, rolha de garrafa ou outro acessório);
  3. No caso de não observância das regras de segurança, qualquer membro oficial da prova poderá impedir a largada da equipe ou desclassifica-la;
  4. A organização não será responsabilizada caso um competidor ou equipe venha a burlar ou desobedecer ao uso destes equipamentos de segurança.

 

  1. RESGATE

 

  1. Em caso de emergência, o competidor ou membro da equipe deverá pedir ajuda aos barcos de apoio, ou quaisquer embarcações próximas, levantando a pá e balançando para direita e esquerda, até estar certo de que foi visto e identificado como “socorro”;
  2. É solicitado a qualquer competidor ou equipe que, ao encontrar outra equipe ou competidor em situação de perigo de fato, preste o devido resgate e assistência e/ou avise imediatamente à organização. “A vida e a segurança das pessoas, são mais importantes que qualquer competição”;
  3. O Diretor de Segurança ou o Diretor da Prova poderá retirar um competidor da prova se o mesmo, ou seu equipamento, não estiver em condições de uso de acordo com as Regras de Segurança.

 

  1. DESCLASSIFICAÇÃO

 

  1. Ocorre quando uma equipe tenta vencer a competição usando meios que contrarie este Regulamento ou que conteste a sua validade;
  2. Se uma equipe é forçada a contrariar o Regulamento por ação de outros competidores, o Comitê de Prova decidirá sobre esta situação de acordo com os protestos que por ventura surgirem;
  3. Uma equipe que aceitar ajuda externa para se locomover no percurso durante a prova será desclassificada correndo risco de banimento no Campeonato. Entende-se por ajuda externa:

 

  • Toda ajuda fornecida a uma equipe ou à sua canoa;
  • Repassar, jogar ou fornecer à equipe um remo reserva;
  • Direcionamento, empurrão ou movimento da canoa por qualquer outra equipe ou membro;

 

  1. A equipe ou competidor que não estiver pronto para largar conforme o programa, poderá ser desclassificada se houver negligência de sua parte;
  2. Será desclassificado e suspenso do Campeonato, competidor ou equipe que agredir ou fizer gestos de insulto à Equipe Técnica, membros da FPVAA ou qualquer outro competidor; se apropriar de documentos técnicos sem a devida autorização; fazer ofensas verbais na área do Campeonato; denegrir os organizadores e/ou patrocinadores e que de qualquer forma seja interpretada pelo Comitê de Prova como ato indisciplinar;
  3. Em locais como alojamentos, hotéis e restaurantes, onde o atleta estiver representando sua entidade e o mesmo cometer uma falta grave, poderá o canoísta ser advertido e suspenso de forma perpétua;
  4. Entende-se por falta grave, todo ato agressivo, cometido de forma espontânea e por estimulação de outros, assim como uso de bebidas alcoólicas, consumo de drogas ilícitas e perturbação da ordem;
  5. A desclassificação poderá ocorrer há qualquer momento, independente da apresentação do recurso.

 

  1. REGRAS DE LARGADA, CHEGADA, BÓIAS E ULTRAPASSAGENS

 

LARGADA

O sistema de largada se dará com a utilização de bandeiras, conforme preconizado pela IVF: Bandeira Branca (Alinhar); Bandeira Vermelha (Atenção); Bandeira Verde (largar); e Bandeira Preta (Identifica que tem uma ou mais equipes a frente da linha de largada/ Alerta para alinharem corretamente / Durante a prova, identifica a desclassificação de uma equipe).

  1. Somente o Diretor Técnico estará qualificado para determinar se houve queima de largada e fazer retornar o competidor através de sinal apropriado, ou desclassifica-lo;
  2. Os competidores deverão estar no local de largada a tempo de permitir uma preparação satisfatória para a largada, que deverá ser dada pontualmente, sem referência a qualquer ausente;
  3. A posição dos barcos deverá ser tal que as proas se alinhem com a linha de largada.

 

CHEGADA

  1. O formato e procedimentos para chegada, serão dados em briefing no dia da competição pois podem depender de fatores climáticos e geográficos;
  2. A forma da chegada deverá estar claramente definida, através de portais, pórticos, referências naturais, boias ou quaisquer equipamentos que sejam utilizados;
  3. Se dois ou mais barcos chegarem juntos (ao mesmo tempo) à linha de chegada, eles receberão a mesma classificação final.

CONTORNOS DE BÓIA OU CURVAS

  1. Ao cruzar um ponto de retorno, o competidor da faixa externa deve proporcionar espaço suficiente ao competidor da faixa interna, se este possuir a proa de sua canoa, ao menos, alinhada com metade da canoa externa (linha média entre os iacos);
  2. Uma canoa não pode ser desclassificada por tocar em uma boia de retorno, a menos que, na opinião dos Fiscais de Contorno da boia em questão, tenha-se obtido vantagem;
  3. O(s) contorno(s) de boia(s) poderá(ão) ser no melhor sentido que convier a organização, mas de preferência no sentido anti-horário. O sentido do contorno será apresentado no Briefing antes de cada largada.

As regras de ultrapassagens seguirão o descrito pela IVF no documento Race Rules Distance.

 

  1. ABALROAMENTO OU DANO

 

Não serão permitidos abalroamentos ou choques entre canoas, em nenhum momento da competição. Qualquer competidor ou canoa que seja responsável por uma colisão que danifique a embarcação ou o remo de outro competidor/equipe, poderá ser desclassificado, se constatado como ato de agressão ou imprudência.

 

  1. RECURSOS

 

Os recursos e as respectivas análises seguirão o descrito no Capítulo “Recursos” da IVF (Race Rules Distances: http://www.ivfiv.org ou www.cbvaa.com.br/regulamentos).

 

  1. EQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS

 

  1. Cada atleta ou equipe deverá estar de posse dos equipamentos de competição e obrigatórios: canoas, remos, colete de flutuação compatível com o seu peso e vestido ao corpo;
  2. Canoas V1, V1R, V2R e OC6 deverão ter um par de iako e uma ama conectada aos iakos;
  3. Canoas de 6 remadores – é denominada sob a sigla de OC6 ou V6; – A classificação ou especificação da embarcação desta categoria, que irá participar oficialmente do Campeonato Paulista, será a de casco aberto, conhecida no Brasil como OC6, não sendo permitida, ainda, a participação das embarcações fechadas, conhecidas como Unlimited ou V6;
  4. Será permitido o uso de “bailing” para retirada de água das canoas V1s, assim como foot pumps. Os bailers deverão estar conectados ao Va’a;
  5. Será permitido o uso de FootBoard ou Finca pé para as V1s;
  6. Equipamentos proibidos: Embarcações ou cascos originários de outras categorias dentro da canoagem, qualquer tipo de vela, qualquer tipo de motorização, remos com duas pás ou qualquer outra forma que crie vantagem de velocidade sobre o adversário e não esteja inserida no esporte.

 

  1. CONSIDERAÇÕES FINAIS

 

– O presente documento poderá ser revisado a qualquer momento, caso ocorra registro para melhorias. Em caso de revisão, a tabela “Controle de Revisão” deverá ser preenchida;

– Mais uma vez ressaltamos a importância do bom relacionamento entre todos os remadores, organizadores, juízes e espectadores promovendo a energia Ohana que o nosso esporte tanto prioriza;

– Qualquer informação faltante neste documento, será utilizado o documento “Race Rules” da IVF como complemento;

– As informações aqui apresentadas são consideradas oficiais nas provas da FPVAA mesmo que estejam, em alguns momentos, divergentes do que a IVF preconiza. Isso é chamado de Regionalização;

– Caberá aos organizadores a obtenção de todas as autorizações legais para a realização do evento sob pena de impedimento de participação em futuros editais para organização de provas. Sem prejuízo da aplicação de tal penalidade, arcará ainda com qualquer tipo de indenização decorrente de prejuízos comprovadamente causados a terceiros;

– Por último, ser campeão é importante, mas estar com amigos e dar boas risadas, continua sendo o principal!

 

ALOHA!